PROXIMAS LUTAS UFC 2014

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Senador Eduardo Braga é indicado para chefiar Ministério de Minas e Energia

Nome do senador já era cotado para ocupar uma vaga no ministério por indicação do PMDB, que hoje é ocupado por Edison Lobão

O senador Eduardo Braga foi indicado para o cargo de Ministro das Minas e Energia pelo atual responsável pela pasta, Edison Lobão. A indicação mantém firme a posição do PMDB de ficar com o cargo, hoje já ocupado por um membro do partido. A informação de que o líder da governo no Senado é o nome mais cotado para a vaga foi veiculada na noite desta sexta-feira (21) pela jornalista Miriam Leitão, em sua coluna no jornal O Globo, que também informou que o nome da também PMDBista Kátia Abreu foi escolhido pela presidenta Dilma Rousseff para o Ministério da Agricultura. Kátia, no entanto, por ser conhecida por representar um ruralismo arcaico e extremista, não foi bem vista como a escolhida para o cargo, enfrentando resistência do PT. Esse entrave foi uma das razões do anúncio dos nomes do novo gabinete de Dilma, inicialmente previsto para esta sexta, ter ficado para segunda-feira (24).

Levy para a Fazenda

Kátia não é a única enfrentar resistência do PT: membros do partido também não estariam satisfeitos com a escolha de Joaquim Levy para comandar o Ministério da Fazenda, mas, até o momento, seu nome continua confirmado na pasta. Vale lembrar que antes de, antes de iniciar sua carreira política, Braga se formou em engenharia elétrica pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), algo apropriado para a pasta que pode ocupar.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Senador-Eduardo-Braga-Minas-Energia_0_1252674772.html

Vereador suspeito de produzir pornografia com adolescentes é preso em Apuí (AM)

Ele foi ao 71º DIP achando que só seria ouvido, mas, como na quarta-feira (19), o Juiz da Comarca de Apuí, Carlos Jardim, emitiu mandado de prisão preventiva em seu nome diante das suspeitas, lhe foi dada voz de prisão

O vereador Jadson de Oliveira Martins (PSB), afastado temporariamente de suas funções na Câmara de Vereadores de Apuí, município distante 408 quilômetros de Manaus, foi preso na tarde desta quinta-feira (20), devido às suspeitas de que tenha gravado material pornográfico com duas adolescentes. Ele já havia sido afastado de suas funções legislativas por conta do ocorrido na última terça-feira (18) e, nesta tarde, por volta das 15h, ele foi à sede do 71º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para ser ouvido sobre o caso.

Ele pensava que só seria ouvido, mas, na quarta-feira (19), o Juiz da Comarca de Apuí, Carlos Jardim, emitiu mandado de prisão preventiva em seu nome diante das suspeitas. Segundo a Polícia Civil, durante todo o interrogatório, Jardson se limitava a ficar calado, alegando seu direito de só se manifestar em Juízo. Ao final, o delegado Francisco Rocha lhe deu voz de prisão. Ele permanecerá na carceragem do 71º DIP, onde ficará à disposição da Justiça.

Saiba mais sobre o caso

Um vídeo com imagens pornográficas supostamente envolvendo o vereador foi divulgado no último dia 12 por meio de celulares e redes sociais em Apuí. Sem revelar rostos, o vídeo mostra um homem, possivelmente o membro da Câmara Municipal do município, em ato sexual com duas garotas da cidade. Em outro arquivo, este com 1 minuto e 19 segundos, as imagens feitas dentro de um veículo mostram o vereador aos beijos com uma jovem seminua, que veste apenas uma calcinha e está com os seios à mostra. Ela pede para não ser fotografada, apesar da insistência do homem, que aparece por apenas alguns segundos enquanto beija a jovem . “Eu não vou tirar foto. Tira esse celular agora”, desbrava a garota, citando o nome do vereador.

Estatuto

A prática de ato sexual com pessoas entre 14 e 18 anos não é crime. Entretanto, “produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar cena de sexo explícito ou pornográfica com criança ou adolescente” é configurado crime, conforme artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente, com prisão de quatro a oito anos e multa para o infrator..

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Vereador-pornografia-adolescentes-Apui-AM_0_1252074805.html

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

VEREADOR ELISEU MONTEIRO ´BAT´ (PMDB) é o novo presidente da CAMARA MUNICIPAL DE COARI

CÂMARA MUNICIPAL DE COARI

Na sessão de quarta-feira (19), os vereadores da Câmara Municipal de Coari escolheram a nova mesa diretora, para os anos de 2015 e 2016. Foi eleito o vereador ELISEU MONTEIRO ´BAT´...

Com esse resultado, as especulações da renuncia do atual prefeito de Coari IGSON MONTEIRO para colocar à frente PREFEITURA MUNICIPAL DE COARI o irmão e presidente eleito da câmara municipal de Coari  ELISEU MONTEIRO ´BAT´ aumentam a cada dia, com isso um fator sujo e nojento da política de nossa cidade que à anos vem sendo aplicada sem nenhuma preocupação com as punições de nossa justiça, é de mostra o favorecimento e o enriquecimento ilícito através do dinheiro do povo coariense de pessoas que não tem nenhuma responsabilidade para trabalhar em favor do povo coariense....e em nossa cidade agora é esperar alguma coisa, não da justiça mais sim DO POVO DE COARI

Polícia Civil desarticula rede clandestina de internet e tv a cabo na Zona Oeste

Ao todo, 16 casas foram notificadas por uso clandestino dos serviços, e todos os responsáveis foram convocados a prestar esclarecimentos

A Polícia Civil do Amazonas, por ação da Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Serviços (DECFS), com apoio da concessionária de serviços de telecomunicações NET, realizou na tarde desta quarta-feira (19), uma fiscalização com a finalidade de desarticular e combater a utilização clandestina de serviços de telecomunicações. O alvo da ação foi o bairro Santo Antônio, na Zona Oeste de Manaus. Durante a ação fiscalizadora, mais de 10 residências foram notificadas pela Delegacia Especializada da Polícia Civil. Os policiais chegaram até o local após denúncias de que na área funcionava uma rede de ligações ilegais que distribuía sinal de internet clandestinamente. De acordo com moradores da área, um homem se apresentava como vendedor de pacotes de telecomunicação, informando ter autorização da empresa concessionária para disponibilizar os serviços.

Em cinco postes de energia fiscalizados, foram encontrados um aparelho modem da empresa NET e cinco roteadores de internet. Conforme os técnicos da empresa, o modem clandestino funcionava como uma espécie de antena que distribuía o sinal para todos os roteadores irregulares que serviam como receptores de sinal de internet. Conforme usuários que contrataram os serviços, era cobrado uma taxa de R$ 130 para instalação dos equipamentos e R$ 70 de mensalidade para o uso da internet. O Titular da DECFS, Delegado Alfredo Dabella, coordenador da fiscalização, destacou a importância da ação. “Procurando economizar, as pessoas que compram esse tipo de serviço acabam prejudicando não só a empresa como os usuários que pagam suas faturas em dia e dentro da legalidade. Esses desvios de sinais resultam em uma internet com frequência mais lenta e com constantes quedas de sinal de tv. Quem instala esses equipamentos nos postes também corre sérios riscos por estar lidando com rede elétrica ativa, e também não possui habilitação profissional, nem preparo técnico para executar esses serviços”, alertou o Delegado.

Ao todo 16 casas foram notificadas por uso clandestino dos serviços, e todos os responsáveis foram convocados a prestar esclarecimentos durante o mês de dezembro, a fim de regularizar a situação. Os usuários ilegais também serão autuados por crime de receptação, mas responderão ao processo em liberdade. A Polícia Civil busca agora identificar os possíveis autores das ligações ilegais, por meio do depoimento das pessoas notificadas na fiscalização realizada hoje. Assim que identificado, o responsável responderá pelos crimes de furto, estelionato e disposição de coisa alheia como própria. Esses crimes são inafiançáveis e a pena pode variar de um a quatro anos de detenção em regime fechado, sendo sujeita à aplicação de multa.

fonte: http://acritica.uol.com.br/manaus/Policia-Civil-clandestina-Zona-Oeste_0_1251474882.html

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Seleção de Dunga fecha o ano com 100% de aproveitamento e um pouco mais de dignidade


Não foi o ano dos sonhos para a Seleção Brasileira mas, pelo menos, a vitória por 2 a 1 diante da Áustria deu para fechar a temporada com seis vitórias consecutivas. Pelo menos isso...

Depois do fiasco na Copa do Mundo no Brasil, quando a Seleção Brasileira amargou a maior derrota de sua história, o 7 a 1 diante da Alemanha, Dunga foi “repatriado” para tentar reconstruir a dignidade do futebol brasileiro- ou melhor, o que sobrou dele. Pelo menos até aqui, parece que o novo comandante vem conseguindo. Nesta terça-feira (18) a Seleção conseguiu vencer a Áustria por 2 a 1, gols de David Luiz e Roberto Firmino. O zagueiro Dragovic conseguiu descontar para os donos da casa, de pênalti. Este, aliás, foi o primeiro gol sofrido pela seleção de Dunga em seis partidas. Com a vitória a equipe nacional fecha o pior ano da sua história com pelo menos um consolo: a invencibilidade que deve dar um pouco mais de moral para a disputa da Copa América, no ano que vem no Chile.

Firmino

O autor do gol da vitória brasileira, o meia-atacante Roberto Firmino, do Hoffenheim comemorou e muito o belo gol marcado diante dos austríacos. “Fiquei muito feliz de ter entrado bem e ter ajudado meus companheiros. Claro que é um sonho estar aqui com esse grupo maravilhoso, ainda mais com um gol. Estou bastante feliz e pelas duas vitórias. Foi um belo chute”, disse ainda no estádio Ernst Happel, em Viena.

Braçadeira

No final da partida ainda houve tempo para um gesto simbólico do craque Neymar com o ex-capitão Thiago Silva, que reclamou de estar na reserva e de, principalmente, ter perdido a braçadeira de capitão que ostentava com Felipão. Quando foi substituído aos 47 minutos da etapa final, o atacante do Barcelona passou a braçadeira ao ex-capitão, que havia entrado aos 26 minutos do primeiro tempo, depois que Miranda sentiu uma lesão muscular. Enfim, a paz voltou a reinar.

FONTE: http://acritica.uol.com.br/craque/Selecao-Dunga-fecha-aproveitamento-dignidade_0_1250874937.html

WhatsApp contribui para 40% dos casos de divórcio na Itália

 

São Paulo – O WhatsApp é citado em 40% dos casos de divórcio na Itália, segundo a declaração do presidente da Associação de Advogados Matrimoniais da Itália Gian Ettore Gassani ao New York Times. As mensagens trocadas pelo aplicativo são listadas em inúmeros processos como evidências de traição. Ainda de acordo com Gassani, há um impulso para a traição causado pela tecnologia. Pular a cerca ficou mais fácil com a ajuda de ferramentas como Facebook, Tinder e Whats App, mas ser pego também. O presidente da associação ainda explicou que, em alguns casos, algumas pessoas usam as redes sociais para manter de três a quatro relacionamentos paralelos.

fonte: http://new.d24am.com/plus/comportamento/whatsapp-contribui-para-40-casos-divorcio-italia/124329

UFC anuncia calendário de 2015 com 45 eventos no total e sete no Brasil

 

Las Vegas - Após um ano com muitos cancelamentos e trocas de lutadores em cima da hora por lesões, o UFC promete investir pesado para o ano que vem. Em evento nesta segunda-feira em Las Vegas, nos Estados Unidos, a organização do evento reuniu os principais nomes do MMA e anunciou o calendário de 2015, que terá 45 combates confirmados até agora. De todos os eventos, o Brasil irá sediar sete no ano que vem, sendo um Pay Per View. Berço da organização, os EUA irão receber quase metade das lutas, e seis delas em Las Vegas. México, Austrália, Canadá e Japão continuam no calendário do UFC, que estuda também a possibilidade de realizar lutas em outros países, como Irlanda, Polônia, Holanda, Coreia do Sul, entre outros.

No evento, que teve a presença de lutadores como Vitor Belfort, Anderson Silva, Jon Jones, além de Ronda Rousey, o organizadores não anunciaram mais nenhum combate, além dos que já haviam sido divulgados anteriormente. O calendário começa a valer no dia 3 de janeiro, em que os norte-americanos Jon Jones e Daniel Cormier irão se enfrentar pela disputa do cinturão dos pesos meio-pesados, em Las Vegas. O último evento do ano que vem está marcado para acontecer no dia 19 de dezembro.

fonte: http://new.d24am.com/esportes/lutas/anuncia-calendario-2015-45-eventos-total-sete-brasil/124313

Propina paga em obra do gasoduto Coari-Manaus na mira da Lava Jato


Manaus - Em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF), repassado à Justiça Federal, nas investigações da operação Lava Jato, o executivo da empresa Toyo Setal, Júlio Camargo,  afirmou que intermediou o pagamento de R$ 2 milhões em propina ao ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, indicado pelo PT para o cargo de alto escalão. A propina, de acordo com o delator, foi  pelo contrato firmado pela Camargo Corrêa para executar trecho da obra do gasoduto Urucu (Coari)-Manaus, controlado pela Petrobras. Segundo ele, o contrato assinado somava R$ 427 milhões. A propina, disse Júlio Carmargo, saiu dos R$ 15 milhões que sua empresa, a Piemonte, recebeu, em 2010, de comissão por prestar consultoria à Camargo Correia. 

Na denúncia do Ministério Público Federal (MPF) que embasou as novas prisões da operação Lava Jato, os procuradores da República detalham depoimentos de dois delatores que afirmam ter pago, ao menos, R$ 154 milhões em propina a pessoas apontadas como operadores do PT e do PMDB dentro da Petrobras. O suborno foi usado para garantir que grandes empreiteiras do País executassem obras bilionárias em, pelo menos, seis projetos da estatal do petróleo. As informações repassadas pelo MPF à Justiça Federal do Paraná foram relatadas pelos executivos Júlio Camargo e Augusto Ribeiro, da Toyo Setal. Eles fizeram acordo de delação premiada para tentar garantir uma eventual redução de pena. Os dois delatores disseram que os pagamentos de propina tinham como destinatários o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, indicado pelo PT para o cargo de alto escalão, e o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, apontado como operador da cota do PMDB no esquema de corrupção que tinha ‘tentáculos’ na petroleira. Duque foi preso na última sexta-feira, 14, e está detido na Superintendência da PF em Curitiba. Fernando Baiano é um dos últimos dois foragidos da Lava Jato.

Gastos
 
Documento já exibidos pelo Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão,  mostraram que a Petrobras  gastou o dobro do valor que deveria para construir um gasoduto. O gasoduto liga Urucu a Manaus  e tem 663 quilômetros de extensão. Sob comando da Petrobras, foi construído para aumentar a oferta de gás para geração de energia na Região Norte do País. Em 2006, o contrato foi assinado. Em 2008, o gasoduto deveria começar a funcionar, mas só entrou em operação em 2009, com um ano de atraso. O projeto de execução da obra foi reformulado, o que elevou o preço inicial de R$ 2,4 bilhões para R$ 4,4 bilhões. A Petrobras foi alertada. Engenheiros da própria empresa avisaram os gestores sobre o que chamaram de explosão de gastos e falta de capacidade do consórcio responsável pela obra. O Jornal Nacional teve acesso à troca de e-mails entre eles. No dia 29 de fevereiro de 2008, o então gerente de projetos da Região Norte, o engenheiro Gézio Rangel de Andrade, chama a atenção do gerente executivo, Alexandre Penna: “O foco da questão é que as empresas consórcios construtores dos três trechos não estão, como prevíamos, demonstrando capacidade para a realização das obras, devido à falta de experiência em dutos na Amazônia”. 

Dias antes, o engenheiro alertou sobre os sucessivos aumentos no valor do contrato: “Manifesto a minha preocupação quanto à continuidade do empreendimento sob sua gestão, principalmente quanto aos pleitos de aditivos de valores”, afirma Gézio Rangel. O destinatário, Alexandre Penna Rodrigues respondeu: “Gézio, neste assunto não há muito o que eu possa fazer a essa altura”. Seis dias depois, Gézio insiste: “Estão reivindicando novo prazo e aditivo, pasme, no valor de R$ 400 milhões!” No dia 29 de fevereiro, o engenheiro reforça: “Não se pode perder o foco, o enorme aumento da tarifa é devido ao fato gerador do explosivo valor do aditivo, quase igual ao valor do contrato assinado, que já era considerado excessivo”. O aumento da tarifa foi relatado em uma das auditorias do Tribunal de Contas da União em que a obra é citada.  A constatação é que, dois anos depois da conclusão do gasoduto, o preço da parcela de transporte de gás ainda estava 77% maior. Quando foi idealizada, a obra deveria servir para baixar o preço do gás e, em consequência, o custo da energia elétrica.

A Petrobras declarou que considera o negócio lucrativo, que as condições previamente acordadas remuneram os investimentos no gasoduto e atendem às taxas de retorno. A estatal afirmou, ainda, que foi necessário alterar a metodologia num dos trechos do gasoduto para acelerar os serviços.  O engenheiro Gézio Rangel de Andrade foi “colocado na geladeira” na Petrobras por se opor ao superfaturamento da obra do gasoduto Urucu-Manaus, na Amazônia.  A afirmação é da viúva dele, Rosane França. Gézio morreu vítima de ataque cardíaco. Segundo ela, pessoas da estatal tentaram constranger seu marido a aprovar aditivos para a obra.  Ele não concordou e foi exonerado do cargo, permanecendo por dois anos sem qualquer função. A viúva não cita nomes, mas em e-mails enviados aos seus superiores, aos quais a reportagem teve acesso, Gézio reclama da diretoria de engenharia, comandada por Renato Duque, que negociava com as empreiteiras.

FONTE: http://new.d24am.com/noticias/politica/propina-paga-obra-gasoduto-coari-manaus-mira-lava-jato/124295

Adail Pinheiro é condenado a 11 anos e dez meses em regime fechado

 

Manaus – O prefeito afastado de Coari, Manoel Adail Pinheiro (PRP) foi condenado a 11 anos e dez meses em regime fechado, por crime de pedofilia e exploração sexual de menores. O julgamento, realizado a portas fechadas, e a sentença foi anunciado pelo relator do processo, desembargador Rafael Romano. "Este processo é do tipo do mensalão, muito difícil, mas o TJ deu demonstração de coerência e houve muita conversa", disse o relator. Ainda cabe recurso à instância superior - no caso, o Superior Tribunal de Justiça.  Segundo o relator, Adail não terá direito à prisão especial em um primeiro momento."Todas as condenações terão direito de recorrer, mas a minha parte eu fiz. Coloquei no presídio adequado, não especial porque quem vai decidir é a Vara de Execuções Penais, é lá que vão decidir se ele permanece no Batalhão Especial ou segue para o presídio".

A ação é resultado de uma denúncia feita pelo Ministério Público em 2009, após investigação feita pela Polícia Federal, em que aponta o envolvimento do prefeito afastado com um esquema de exploração sexual de menores em Coari. Além de Adail, também foram condenados o ex-secretário de administração de Coari,  Adriano Teixeira Salan, e a ex-servidora da Prefeitura, Maria Lândia Rodrigues dos Santos, acusada de ser agenciadora das menores que eram levadas até Adail. O prefeito afastado responde ainda a outros três processos no TJAM por abuso sexual de menores. Um deles ingressado também em  fevereiro pelo MP e que resultou na  prisão preventiva de Adail, e mais cinco envolvidos:  o chefe de gabinete Eduardo Jorge de Oliveira Alves, o secretário de Terras e Habitação Francisco Erimar Torres de Oliveira, a funcionária pública Alzenir Maia Cordeiro, conhecida como “Show”, e os irmãos Anselmo do Nascimento Santos e Elias do Nascimento Santos. Neste processo Adail é acusado  de ser o mandante de um esquema de exploração de menores, além de estupro de vulnerável e formação de quadrilha. 

Outros dois inquéritos chegaram ao TJAM em maio do ano passado. Um deles, contra Adail, Adriano Teixeira Salan e Joabe dos Santos Pens.  Além dos processos por crimes contra menores, Adail ainda responde a outros 51 processos, totalizando 57 processo em que Adail figura como parte na Justiça do Amazonas. Destes 30 processos são por improbidade administrativa, a maioria apresentada em 2013.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/politica/adail-pinheiro-condenado-11-anos-meses-regime-fechado/124320

Sob protestos contra pedofilia,TJ-AM faz primeira condenação a Adail Pinheiro nesta terça (18)

Plenário do tribunal pautou julgamento do processo no qual o prefeito afastado de Coari é acusado de exploração sexual de crianças

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) já finalizou, na manhã desta terça-feira (18), o julgamento do primeiro dos três processos contra o prefeito afastado de Coari, Adail Pinheiro, programados para hoje. Pinheiro foi condenado a um ano e dois meses de prestação de serviços comunitários. Sob relatoria do desembargador João Mauro Bessa, o processo refere-se a contratação ilegal de um servidor da prefeitura, em 2006. Após a decisão, o pleno do Tribunal iniciou, por volta das 9h30, o julgamento da ação penal (1707) que Adail responde por favorecimento a prostituição.  

O julgamento que acontece agora a portas fechadas, sob sigilo de Justiça, é resultado da operação Vorax, de 2009. O caso está sob a relatoria do desembargador Rafael Romano. Ainda está programado para hoje a decisão sobre o pedido de intervenção governamental em Coari, ingressado pelo Ministério Público do Estado (MPE). Movimentos sociais iniciaram uma manifestação em frente a sede do Tribunal, enquanto o pleno julga, em sigilo, a ação penal em que Adail é réu por favorecimento a prostituição. Com faixas, cartazes e até um carro de som, o grupo de cerca de 40 militantes acusa o Tribunal de encalhar os processos de Adail e pede que o Tjam "não permita a soltura" do réu.


“Não podemos deixar que este pedófilo saia da cadeia e ameace cada vez mais suas vítimas. Ele tem de ser julgado imediatamente. Não podemos esperar mais”, assinalou o deputado estadual Luiz Castro (PPS), que é integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Dia D' para Adail

Detido há quase um ano, o prefeito afastado de Coari, Adail Pinheiro, está sendo julgado hoje no Superior Tribunal Justiça (STJ) e no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). O STJ decidirá sobre um pedido de habeas corpus e o TJ-AM julgará três processos relacionados ao prefeito, entre eles, a primeira denúncia de favorecimento à prostituição contra Adail, resultado da operação Vorax, de 2009. A ação penal (1707) é julgada após cinco anos em trâmite na Justiça do Amazonas. São acusados, além de Adail, os ex-secretários do município, Adriano Teixeira Salan e Maria Lândia Rodrigues. O prefeito afastado chegou a ficar preso em 2009 por conta do caso, mas foi solto no mesmo ano por decisão do ministro do STF, Gilmar Mendes, que concedeu um HC suspendendo a prisão. A decisão de Mendes, no entanto, foi derrubada em 13 de fevereiro deste ano, pelo ministro Roberto Barroso. No dia seguinte, Romano decretou nova prisão de Adail, que já estava detido por decisão do desembargador Djalma Martins dada uma semana antes. O novo decreto causou uma maratona de questionamentos da defesa de Adail,que tentou retirar o relator do caso, sem sucesso.

Procurado pela reportagem, ontem, Romano disse que “está tudo pronto” para o julgamento do caso e que espera finalizar o processo na sessão de hoje. “Estamos há quase um ano nesse processo. Já temos os elementos”, disse o magistrado. Também será julgada hoje outra ação penal contra Adail, relatada pelo desembargador João Mauro Bessa. O processo em que Pinheiro é acusado de ter efetuado uma contratação ilegal no munícipio entrou na pauta do tribunal na última semana, mas foi adiado porque Bessa estava ausente. O julgamento dos casos contra Adail no TJ-AM acontecerá no mesmo dia em que o STJ programou julgar o habeas corpus (HC 294628-AM) que pede a soltura do réu. A defesa de Adail solicitou urgência na apreciação do pedido na última semana. O relator do pedido é o ministro Félix Fisher.

Um segundo pedido de soltura (HC 297555-AM), com entrada no tribunal em junho passado poderá ir a julgamento na próxima semana. O relator é o ministro Walter de Almeida Guilherme. Alvo de mais de 60 processos na Justiça federal e estadual, Adail está preso desde o dia 8 de fevereiro, em um batalhão da PM em Manaus. A reportagem ligou para o advogado de Adail, Roosevelt Jobim Filho (81xx-92xx), mas as ligações não foram atendidas.

Intervenção em Coari está na pauta

O pleno do TJ-AM julgará hoje também o pedido de intervenção governamental em Coari. A ação ingressada pelo Ministério Público do Estado (MPE-AM) em janeiro deste ano tem objetivo de sanear problemas na nomeação irregular de membros do Conselho Tutelar do município que não foram eleitos pela população. No pedido, o MPE-AM argumenta que Adail Pinheiro violou o Estatuto da Criança e do Adolescente quando criou dois conselhos tutelares e deu posse a dez conselheiros que não haviam sido eleitos pela população, como manda a legislação. O órgão ministerial ressaltou que o MPE chegou a recomendar ao prefeito que restaurasse os pagamentos dos conselheiros tutelares regularmente eleitos e exonerasse aqueles nomeados sem prévio processo eleitoral. O que não foi atendido.

Petição 

Membros do grupo “Coari em Debate”, no Facebook, lançaram uma petição pública, que já conta com 520 assinaturas (em dois dias) e pede aos ministros do STJ relatores dos três habeas corpus que não permitam a liberdade de Adail Pinheiro. No fim da tarde de ontem, o ministro Walter de Almeida Guilherme, do STJ, relator do habeas corpus 297555 negou o pedido de Adail Pinheiro para suspender o julgamento de hoje no Tribunal de Justiça do Amazonas.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Manaus-Amazonas-Amazonia-STJ-TJ-AM-Adail-Pinheiro-terca-feira_0_1250874902.html

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Polícia prende cinco homens por cultivo de maconha em Maués

Plantação de 100 por 100 metros era usada para abastecer cidades como Maués, Itacoatiara e Nova Olinda do Norte. Ao todo, 33 quilos da planta Cannabis foram apreendidos

Cinco homens foram presos pela Polícia Civil em Maués por cultivarem maconha em uma área rural da cidade, que está localizada a 276 quilômetros de Manaus. Quase 33 quilos da planta Cannabis foram apreendidos por investigadores, policiais militares e uma equipe do Grupamento de Operações Aéreas, que deram apoio nas prisões. Conforme o titular da 48ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), delegado Rafael Schimdt, uma investigação de três meses antecedeu as prisões de Adailson Lima de Souza, 26, Helison Vieira da Silva, 34, Alailson Ferreira Lima, 33, Emerson Júnior dos Anjos, 31, e Alexandro Rodrigues de Oliveira, 39. Eles foram levados para a delegacia e confessaram o crime.

Foram apreendidos com eles 29 quilos de semente de maconha, três quilos de maconha pronta para consumo e outras porções de maconha “imatura” ainda em crescimento. O material foi achado em uma plantação de aproximadamente 100 por 100 metros, em uma área rural próxima às comunidades Ozório e Santa Maria do Caiué, banhadas pelo rio Paracuni. Os suspeitos foram presos nas residências deles, localizadas pela região. Além da maconha, a polícia apreendeu quatro armas de fogo, sendo três de caça e um revólver calibre 12. Os cinco homens foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo, e foram levados para a penitenciária de Maués. De acordo com o delegado Schimdt, os cultivadores de maconha produziam porções da Cannabis para serem distribuídas tanto em Maués como em municípios da região, como Itacoatiara e Nova Olinda do Norte. “Ali, para eles, era um lugar estratégico, justamente por ser próximo dessas cidades”, afirmou o delegado.

 

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Policia-homens-cultivo-maconha-Maues_0_1250274986.html

Polícia Civil investiga vídeos em que vereador de Apuí (AM) supostamente comete pedofilia

Em município no interior do Amazonas, vídeos divulgados em redes sociais mostram suposto vereador da cidade em ato sexual com duas adolescentes, de 15 e 16 anos de idade

Um vídeo com imagens pornográficas envolvendo supostamente um vereador do município de Apuí, a 453 quilômetros de Manaus, é a principal prova que a Polícia Civil tem para investigar um crime de pedofilia na Internet contra duas adolescentes de 15 e 16 anos. Sem revelar rostos, o vídeo mostra um homem, possivelmente membro da Câmara Municipal de Apuí, em ato sexual com duas garotas da cidade.
Localizada no extremo sudeste do Estado, por onde passa a rodovia BR-230 (a Transamazônica), a cidade de Apuí foi tomada desde quarta-feira (12) pela divulgação do vídeo, por meio de celulares e redes sociais. Desde então, o titular da 71ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), delegado Francisco Rocha, abriu um inquérito para investigar o caso.

“O vídeo já está sendo periciado para verificar a autenticidade dele ou se há alguma edição fraudulenta. Mas o inquérito corre em caráter sigiloso, por se tratar de menores de idade”, avisou o delegado. Em um dos vídeos, com 11 segundos de duração, é possível ver apenas uma menina praticando sexo oral em um homem adulto. Em outro arquivo, este com 1 minuto e 19 segundos, as imagens foram feitas dentro de um veículo e mostram o vereador aos beijos com uma jovem seminua, que veste apenas uma calcinha e está com os seios à mostra. Ela pede para não ser fotografada, apesar da insistência do homem, que aparece por apenas alguns segundos enquanto beija a jovem . “Eu não vou tirar foto. Tira esse celular agora”, desbrava a garota, citando o nome do vereador.

Até agora, a polícia teve acesso aos dois vídeos. Conforme o delegado, vítimas e testemunhas já prestaram depoimento no último sábado e domingo (15 e 16), mas o vereador não é encontrado na cidade desde sexta-feira (14), data em que foi emitida sua convocação. “Há fortes indícios de crime por parte do vereador. Esta semana iremos nos manifestar”, disse Rocha. Na Câmara Municipal de Apuí, ele não foi mais visto. “Estou tentando falar com ele desde sábado. Ele é um vereador atuante”, disse o presidente da Câmara, vereador Wagner da Silva Luiz da Silva. Conforme o parlamentar, o órgão só falará sobre o caso após notificação. “Assim que chegar algo formalizado, a Casa se pronunciará", finalizou.

Estatuto

A prática de ato sexual com pessoas entre 14 e 18 anos não é crime. Entretanto, “produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar cena de sexo explícito ou pornográfica com criança ou adolescente” é configurado crime, conforme artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente, com prisão de quatro a oito anos e multa para o infrator.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Policia-Civil-investiga-pedofilia-Apui_0_1250274979.html

Lei que dá direito a salário de até R$ 971,78 para presidiários gera polêmica em Manaus

O benefício que é destinado aos detentos do regime fechado e semiaberto gera insatisfação nas ruas e já é alvo de proposta no Senado Federal para que seja extinta

O trabalhador que “rala” pelo menos cinco dias por semana para sustentar a família está livre de prisões, já que atua em atividades lícitas. No entanto, você sabia que muitos que cometeram diferentes crimes estão detidos em unidades penitenciárias e recebem até R$ 971,78 por mês? Em 2012, a Previdência Social avaliou que o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) destinou R$ 434 milhões ao benefício que é chamado de auxílio-reclusão. De acordo com a lei vigente, o auxílio-reclusão é destinado mensalmente aos dependentes do preso que cumpre pena em regime fechado ou semiaberto. Para ter direito ao benefício, é necessário que o detento tenha contribuído de forma regular para a Previdência. A alegação é que o dinheiro tem a missão de garantir a sobrevivência da família na ausência do preso.

Cada família pode receber entre R$ 724 (salário mínimo) a R$ 971,78. Conforme a Constituição Federal, o auxílio é suspenso em caso de morte do preso, fuga, liberdade condicional, transferência do detento para albergue ou caso a pena seja cumprida no aberto. Neste momento há uma proposta no Senado para que o auxílio seja extinto. O MH foi às ruas saber o que o povo acha. Para o mototáxi Jocely Batista, 50, mesmo que seja destinado à família do presidiário, o auxílio deve ser extinto. “O homem tem que fazer por merecer para receber regalias”. A assistente social Elisangela de Souza, 42, também afirmou ser contra o auxílio-reclusão. “A família também tem que trabalhar. As mulheres, muitas vezes, são feitas de objetos por esses caras”. Para a autônoma Nerinda Costa, 59, o auxílio-reclusão traz comodidade ao preso que se sente livre para continuar a praticar crimes. “Ele mal é preso e já é solto. Assim é muito fácil. Se eles queriam ser dignos de receber alguma ajuda, por que não pensaram nisso antes de praticar crimes?”, questionou a autônoma.

O DJ Marcelo Roberto Leão, 34, não tinha conhecimento da existência do auxílio e ficou revoltado ao saber do benefício. “Eles tem que trabalhar. Quando a gente está desempregado, a gente não procura emprego? Por que eles não?”, afirmou. A opinião é a mesma da vendedora Elisandra Oliveira, 32. “Eu sou mulher e trabalho. As mulheres dos presos também tem que trabalhar. Preciso do meu trabalho para o meu sustento. Não há nenhuma diferença”, comparou a vendedora. O autônomo Marcelo Watanabe, 47, disse que teve a oportunidade de morar no Japão por três anos  e meio. Ele afirmou que gostaria que o Brasil se espelhasse no modo de reclusão do povo japonês. “No Japão, o preso tem que trabalhar. Nem ele, nem a família do preso recebe apoio nenhum. O que se ganha é fruto do próprio trabalho que ele desenvolve”, disse Watanabe.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/manaus-amazonas-amazonia-Lei-salario-presidiarios-regime-fechado-semiaberto-gera-polemica-Manaus-INSS-direitos-prisao_0_1250274963.html

Universidade do Estado do Amazonas divulga gabaritos do Vestibular 2014

Manaus – Os gabaritos das provas do Vestibular da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), acesso 2015, realizado neste fim de semana, já estão disponíveis no site da instituição organizadora do processo, a Vunesp (http://www.vunesp.com.br), ou no http://www.uea.edu.br. Já os gabaritos do das provas do Sistema de Ingresso Seriado (SIS), um dos meios de entrada UEA foram divulgados na noite de sexta-feira (14). Ao todo, são três gabaritos diferentes, com as respostas de três cadernos de questões distintos aplicados nesta sexta-feira (14), aos alunos do 1° ao 3° ano do Ensino Médio. Neste ano, 57.930 pessoas se inscreveram para concorrer a uma das 3,9 mil vagas ofertadas na capital e no interior do Estado. Apesar do crescimento do índice de faltosos, 19% de abstenções, segundo o presidente da Comissão de Ingresso da UEA, André Luiz Dutra, o percentual é semelhante ao observado no Vestibular 2013. Do total de inscritos, aproximadamente 11.006 não fizeram as provas.

As matrículas e as aulas dos cursos e alunos da capital, segundo Dutra, iniciam no primeiro semestre de 2015. Já os cursos do interior do Estado, as matrículas e as aulas iniciam no segundo semestre do ano que vem. “O resultado sai no dia 7 e no mesmo dia será publicado o edital de matrícula. A matrícula deve começar dez dias após a divulgação do resultado, provavelmente entre o dia 11 e o dia 17 de janeiro”, informou o presidente. Apontada, neste domingo, pelos candidatos como etapa eliminatória, a redação, deste ano, teve os idosos como tema.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/concursos/universidade-estado-amazonas-divulga-gabaritos-vestibular-2014/124257

domingo, 16 de novembro de 2014

Werdum surpreende, nocauteia Hunt e conquista cinturão interino do UFC

Fabricio Werdum x Mark Hunt UFC 180 (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC)

Brasileiro passa por apuros contra neozelandês, mas tira joelhada “da manga” e recoloca país no topo da principal divisão do MMA, o peso-pesado

Parecia que ia dar a zebra. O neozelandês Mark Hunt estava preciso, golpeando com violência, e havia impedido que Fabricio Werdum levasse a luta ao lugar onde teria maior vantagem, o solo. Todavia, o lutador brasileiro “tirou um coelho da cartola” e surpreendeu ao acertar uma joelhada que levou o “Super Samoano” à lona, aos 2m27s do segundo round. O nocaute técnico deu a Werdum a vitória no evento principal do UFC 180 e o cinturão interino dos pesos-pesados da organização, devolvendo o Brasil ao topo da divisão mais importante do MMA.

- Estou muito feliz de estar aqui, estou aqui há dois meses. Os mexicanos me tratam muito bem. Esta vai para a Júlia, a Joana e a Karina, minha família e minha equipe. Sabemos que respeito muitíssimo Mark Hunt, ele me pegou forte, mas estou aqui há dois meses para ganhar este cinturão - disse um emocionado Fabricio Werdum, o 12º brasileiro a se sagrar campeão do UFC e o terceiro entre os pesados, após Rodrigo Minotauro, campeão interino como ele, e Junior Cigano. Para se sagrar campeão absoluto da divisão, porém, Werdum terá de passar por Cain Velásquez, campeão linear, que deveria enfrentá-lo na luta principal do evento, o primeiro do UFC a ser realizado no México na história. Americano com raízes mexicanas, Velásquez era ovacionado a cada vez que aparecia no telão, e o brasileiro disse que ainda quer enfrentá-lo. - Sei que todos respeitam o Velasquez, eu também o respeito. Quero que ele se recupere da lesão no joelho e que esta luta aconteça aqui na Cidade do México - afirmou Werdum.

                                   Joelhada Fabricio Werdum x Mark Hunt UFC 180 (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC)
Werdum entrou ao som de “Cielito Lindo”, um mariachi, convidando o público a cantar com ele. Funcionou, pelo menos no refrão. A torcida, todavia, estava dividida entre os dois lutadores, e Mark Hunt foi bastante aplaudido e celebrado ao ser apresentado. Os dois tocaram luvas e Werdum precisou de 15s para acertar o primeiro golpe, um chute baixo. Hunt revidou na mesma moeda. Com um minuto de luta, porém, o neozelandês acertou um overhand que mandou Werdum à lona. Ele não foi adiante para tentar o nocaute técnico; suspeitava que era um truque para atraí-lo ao chão, como o gaúcho havia feito contra o lendário Fedor Emelianenko. Werdum se recolocou de pé e tentou duas quedas, ambas rechaçadas com facilidade pelo neozelandês. O brasileiro surpreendeu com um chute rodado, mas pegou de leve no rosto.

A solução era puxar Hunt para a guarda. Ele conseguiu, mas estava próximo à grade e não tinha espaço para encaixar uma posição. Hunt aproveitou para desferir alguns golpes curtos no corpo e no ground and pound. Werdum o travou o quanto pôde, mas Hunt conseguiu se livrar e se levantar. No infight, o neozelandês acertou um upper perigosíssimo, mas Werdum permanecia de pé. O brasileiro terminou o round tentando uma guilhotina e dando um chute no corpo, mas saiu em clara desvantagem. Werdum iniciou o segundo round com um chute frontal que passou longe. Hunt, porém, estava preciso. Passou raspando com um cruzado de direita, e acertou um jab que desequilibrou o brasileiro quando este tentava um chute baixo. O gaúcho, porém, seguiu arriscando com chutes rodados que passavam por cima da cabeça do “Super Samoano”. Hunt partia para cima quando Werdum “tirou um às da manga”: acertou uma joelhada no queixo que derrubou o adversário. O brasileiro partiu para cima e não deu espaço para o neozelandês respirar: encheu sua cabeça de marretadas até o árbitro Herb Dean encerrar a luta, com de segundo round. - Essa era a luta do Fabricio pelo título de qualquer forma, então o desejo sorte. Eu não vi o joelho, fazer o quê? - resignou-se Hunt, que sofreu sua nona derrota na carreira.

                                         Fabricio Werdum x Mark Hunt UFC 180 (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC)
fonte: http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/11/werdum-nocauteia-mark-hunt-com-joelhada-e-conquista-cinturao-interino.html